Mosteiro da Batalha

29 jan

Oba! Mais um post sobre Portugal neste bloguinho!

O Mosteiro da Batalha foi uma surpresa ótima na minha viagem pra Portugal, primeiro que nem sabia que existia e segundo que não planejei nada disso. Essa era uma das paradas daquele tour que peguei que comentei aqui – ou no twitter, já não lembro – e que me levou até Fátima, Nazaré, Óbidos e no caso, ao Mosteiro.

A parada foi rapidíssima, só para ver o mosteiro mesmo, pois a a cidade de nome Batalha, é bem bobinha, bem não muito importante pra passar o dia todo. Quando fui estava mó chuva – ¬¬ – mas o lugar é tão absurdamente lindo que nem ligamos. Aliás, estava chuva + frio + vento = difícil segurar o guarda-chuva, mas sobrevivi.

Antes de comentar tudo sobre o lugar, deixa eu contar a história do lugar antes, que eu tive que colar do Wikipedia porque não lembrava todos os nomes que a guia falou:

“O mosteiro foi mandado edificar por D. João I como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota. Este mosteiro dominicano foi construido ao longo de dois séculos, desde o início em 1386 até cerca de 1517, ao longo do reinado de sete reis de Portugal, embora desde 1388 já ali vivessem os primeiros dominicanos.”

Esse mosteiro foi mó “balacubaco” porque toda vez que mudava um rei, mudava alguma coisa, e boatos que tem algumas capelas que ficaram inacabadas, chamadas de “Capelas Imperfeitas”, e que são muito muito bonitas. Não consegui entrar porque a guia não deu tempo suficiente para isso. Quem for de carro ou com um pouco mais de tempo, entra lá e vem me contar como é, pois fiquei ultra curiosa. Essa parte é paga, custa 6 euros e você compra o ticket logo ali na entrada da Igreja, ao lado esquerdo (mas não se preocupe, tem indicações e uma mocinha que fala português – dã – pra indicar pra você caso se perca).

Se não puder entrar lá, saiba que você já vai ficar bem feliz de ver isso tudo:

É muito absurdo de grande e lindo e sem palavras. Ali em volta rola um silêncio também, talvez tenha sido só impressão minha, ou não. Achei muito lindo e digno da parada.

Tem uma sala logo na entrada à direita que tem uns túmulos de uns Reis e tal. Só em viagem que a gente acha “bonito” ver túmulo né? Já pensaram nisso? Fica aí o momento de reflexão.

E não sei vocês, mas eu achei tão Duomo de Milão… não acham? Tirando a cor, claro.



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s