Foz do Iguaçu – Cataratas

6 ago

Agora, um pouquinho de Brasil! Imagina um lugar LINDO. Mas LINDO DE MORRER. Aliada a isso, trilha sonora zen, barulhinho de água. MUITA água. Com os olhos fechados, respingos refrescantes percorrem o rosto. Que lugar é esse meu deus??? A pergunta correta seria “que lugar de deus é esse???” Aqui você não vai encontrar nenhuma beleza arquitetônica, mas sim muuuita natureza. Estou falando das Cataratas do Iguaçu.

A palavra Iguaçu significa “água grande”, na etimologia tupi-guarani. As Cataratas ficam entre o Parque Nacional do Iguaçu no Brasil e Parque Nacional do Iguazu na Argentina. Os dois parques juntos totalizam uma área de 250 mil hectares com uma floresta subtropical. Foi tombada como Patrimônio Natural da Humanidade em 1986 pela Unesco.

São aproximadamente 275 quedas de água (!!!) dependendo do volume de água no Rio Iguaçu. As quedas tem alturas que superam 70 metros e a maior de todas é a Garganta do Diabo que tem uma altura de 80 metros e 150 metros de largura. Dá pra chegar beeem pertinho de helicóptero (caro: 10min sai cerca de R$ 250,00 por pessoa) e também de barquinho, via Macuco Safari (já falo dele).

Essa é a vista do lado brasileiro. Do outro lado, los hermanos.

O passeio para visitar as Cataratas do Iguaçu começa no centro de visitantes e segue pelo parque. Os preços são variados: os locais só pagam R$ 7,00; visitantes vindos de outros países do Mercosul R$ 31,00; brasileiros R$ 22,00; crianças e idosos tem preços diversificados.

No Centro de Visitantes você vai encontrar lojinhas lindas, que vendem quatis de pelúcia de diversos tamanhos e souvenirs em geral. Também tem uma loja da Amsterdam Sauer, com jóias com pedras lindíssimas!

Ingressos na mão, encaramos a fila para os ônibus. São vários, plotados com temas da fauna local – macaco, quati, oncinha (não vi nenhuma, by the way), arara.

Fomos em janeiro e estava um calor absurdo. Nublado e calor, sabe como? Optamos por ir no andar de cima, pra ter uma vista melhor e pegar um ventinho (lembrando que na parte de baixo tem ar condicionado).

A primeira parada é para quem quer fazer o passeio radical. Se você quiser fazer o Macuco Safari, é nela que você deve descer. O Macuco Safari é um bote (dos grandes) com motor e é o único que vai até a garganta do Diabo, o “miolo” das cataratas. Nem pense em sair dele seco. Não sei ao certo quantas pessoas cabem num bote, mas sei que custa R$ 140,00 por pessoa. Cuidado pra não molhar câmeras e celulares. A segunda parada é pra quem quer fazer uma trilha até as Cataratas. Na primeira vez que fui fizemos esse caminho, então não era novidade. Estava muito úmido e a trilha pode ser escorregadia nesses dias, mas nada de dar medo. É tudo muito seguro, com corrimão, concreto em algumas partes, bem tranqüilo. As crianças adoram essa trilha porque nela é possível encontrar trocentos quatis. Cuidado com comidas em geral, pois eles são bem atrevidos e pulam em você se estiverem afim do seu salgadinho. Não é difícil sair da trilha com a calça cheia de marca de patinhas!

A terceira parada foi onde descemos. Tem uma pracinha e um museu a céu aberto, onde vimos uma expo de fotografias (amo!).

Andamos um pouco e fomos ao que interessava. Pra variar, o local estava lotado de turistas japoneses munidos de suas Nikon no pescoço. Pegamos fila para descer no elevador panorâmico. Lá tem um pessoal com câmeras profissionais Nikon tirando fotos aleatórias. Tiram fotos suas sem você saber q depois te vendem se você estiver disposto a pagar. As fotos ficam expostas em monitores e, quando eu estava passando por um, vi uma foto minha e registrei! Ficaram de cara que eu “fotografei a fotografia” mas, e daí? Era eu mesma ali e me fotografaram, sem eu pedir, oras.

Olha ali……..hihihi.

Não preciso mencionar a sensação de ver toda aquela água correndo. Absurdamente lindo (como diria a Anna). Dá uma olhadinha no que você vai encontrar:

O calor estava insuportável e a água mega gelada respingava demais na gente, uma delícia! Você anda numa passarela de concreto e vai lá embaixo, no meio das cataratas, uma loucura. Na primeira vez, peguei um dia lindo de sol, desta vez, não tive tanta sorte, mas mesmo assim valeu a pena! E lembra o que eu falei dos respingos refrescantes? Então, esqueça a chapinha e bom passeio!!!

Mais informações sobre o Parque Nacional aqui.

Anúncios

3 Respostas to “Foz do Iguaçu – Cataratas”

  1. caju 06/08/2010 às 14:31 #

    fiquei procurando os los hermanos

  2. Fe 06/08/2010 às 16:10 #

    Eu adorei Foz, é muito bonito…. só que meeeu, como esse lugar é quente.
    O Parque das Aves (algo assim) também é bem legal de visitar… tem um monte de espécies e você anda dentro dos espaços de algumas, juntinho com os pássaros. Maior emoção… levei algumas japonesas interâmbistas lá e o pessoal do parque fez elas tirarem fotos com as araras, no ombro, na cabeça. Quase morreram do coração. As japas, não as araras!

  3. Bubu 06/08/2010 às 17:57 #

    Foz é de extremos: ou muito quente ou friiiopacarai!!
    Minha mãe tem uma foto lá da década de 70, tinha geado, td meio congeladinho….demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s