Vistos – Visto Americano

17 maio

Meu post de estréia será sobre vistos. Isso porque, basicamente, pra você pensar em sair do lugar (diga-se pra fora do Brasil), você precisa ter 2 coisinhas básicas: passaporte e visto. É claaaro que existem exceções: pra viajar pela América Latina, por exemplo, o passaporte não é exigido; você pode usar sua carteira de identidade, desde que ela seja recente (de 7 anos pra cá) e alguns países desse mundão afora não exigem visto de TURISMO (África do Sul, Andorra, Bahamas e países pertencentes à União Européia – para estes, você pode permanecer no país 30 dias e prorrogar o prazo para mais 30 dias até 2 vezes). Para estudar/trabalhar, precisa de visto sim e, de preferência, passaporte europeu (se você quiser ter um salário decente e trabalhar na sua área). Esse link tem uma tabelinha bacana.

Para os Estados Unidos e Canadá, amiguinhos, a coisa é um pouquinho diferente. Existem vários tipos de visto, os quais permitem diferentes tipos de permanência e números de entradas no país.

Vamos começar então pelo procurado e temido visto americano. Qual eu devo tirar? Simples: o que você vai fazer lá?? Pode parecer uma pergunta idiota, mas depende MESMO do que pretende fazer. Pra ter uma idéia, quando preenchi o formulário para turismo (D-160 – sim, agora os formulários para não-imigrante antigos foram substituídos por 1 só, o D-160, único e mais prático, explico adiante) havia perguntas do tipo “você está indo para os EUA para se prostituir?”, “Já se envolveu em atividades terroristas?”, “Pretende se envolver em atividades ilegais nos EUA, como contravenção?”, “Você está usando calcinha vermelha?”. Tá, a parte da calcinha foi exagero, mas juro que pensei que seria a próxima pergunta…..

Como o nosso caso é o de visto para turismo, é o que vou explicar aqui.

Primeiras coisas a fazer: tirar o passaporte, juntar dinheiro e escolher o destino. Sim, você vai ter que informar pra qual cidade pretende ir. Você pode depois decidir ir pra mais cidades, não tem problema, mas você vai ter que informar pelo menos 1 cidade pra qual deseja ir e quanto tempo pretende ficar. Isso é fundamental. A grande preocupação dos estado-unidenses não é que você entre no país, mas sim que saia dele. Isso mesmo, você pode ir lá, deixar seu rico e suado dinheirinho, numa boa, mas você TEM que PROVAR que você não pretende ficar lá pra sempre e se tornar um imigrante ilegal. Mas como provar??? Documentação. Pode ser comprovante de matrícula, IR, carteira assinada, contrato de trabalho, holerites, contas de luz/telefone, documentação do carro/imóvel, enfim, tudo que comprove o seu vínculo com o seu país. Quanto mais, melhor. Extratos de banco, dos últimos 3 meses, tirado em caixa eletrônico também são exigidos, pra comprovar que não vai morrer de fome nem vender o corpinho lá.

Lembrando que toda a documentação exigida é a do pagante da viagem, ou seja, se seu pai vai pagar (sortudo!), são os comprovantes dele que deve levar. Os seus você leva o que tiver, pois os do pagante é que são os principais.

Tá com o passaporte em mãos? Ótimo, vamos entrar no site do Consulado Americano então.

Eu não vou te ajudar a preencher (aaaaaaaahhhhhh) porque esse blog não é um tutorial para a vida burocrática…e cada caso é um caso também. Mas vou explicar umas coisinhas (eeeeeeeeeeee).

Nesse site você vai encontrar tudo o que precisa: o tipo de formulário, o formulário em si, taxas.

Basicamente, você preenche o formulário e paga uma taxa de R$ 38 para agendar. Pode ser boleto, tranferência…..A ordem também não precisa ser essa, você pode pagar os R$38  antes e preencher depois, susse. Eu sempre faço tudo ao contrário (sabe Deus porquê), então preenchi e depois paguei. Para preencher, você precisa do seu número do passaporte, (por isso falei pra ter ele em mãos). DICA: preencha cada página e SALVE! É sério isso. Eu tive q reiniciar 3 vezes porque ele travava e eu perdia tudo (loira) e isso aconteceu também com outra amiga loira minha….hihihi. Preencha cada página e SALVE. Ai, se você precisar parar e continuar depois, pode fazer o upload do arquivo lá, sem problemas.

Você vai ter que fazer o upload de uma foto sua. A mesma foto terá que levar impressa no dia da entrevista, então capriche! Pouca maquiagem, fundo branco, cabeça reta e um close não muito close, sabe como? Que pegue um pouco acima da sua cabeça até a altura do peito. Decote também não recomendo. Homens: cuidado com camiseta estampada com layouts do tipo “Fuck USA”. FIKDIK.

Depois de preenchido, você vai agendar lá. Você pode agendar em Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Se não mora em nenhuma destas cidades, vai ter que viajar (já vai treinando). Agende, imprima tudo bem bonitinho, (formulário, foto (2 unid) e comprovante de agendamento) pra levar no dia da entrevista. Entendeu porque os formulários de não-imigrante foram unificados?? Porque, além de agilizar o processo, no dia da entrevista vai levar tanto papel que, o que puder ser simplificado, facilita a vida de todos.

Até o dia da entrevista você vai ter que pagar uma taxa de US$ 131 (vai ter que levar comprovante disso também!). E lá dentro vai ter que pagar a taxa do SEDEX (em torno de R$ 50).

Nenhuma das taxas é reembolsável, ou seja, concedendo o visto ou não, você morre com a grana.

Resumão da ópera:

Site aqui.

Taxas : R$ 38 (agendamento) + US$ 131 (taxa de administração do Consulado) + SEDEX.

Documentação do Solicitante: Passaporte com validade mínima de 06 meses; 01 foto 5×5 recente (colorida e com fundo branco); Declaração escolar, se for o caso (ensino regular, faculdade, pós graduação, mestrado ou algum curso que esteja matriculado atualmente). Crianças menores de 14 anos não precisam comparecer na entrevista Consular.

Documentos ORIGINAIS de quem está pagando a viagem: RG e CPF (esse deve ser xerox); Conta de telefone residencial; Extratos bancários dos últimos 02 meses tirados na máquina eletrônica (conta corrente, poupança, investimento, aplicação); Imposto de renda completo com o recibo original de entrega; Carteira de trabalho; 03 últimos contra cheques;  Escritura  ou certidão atualizada de imóvel/ terreno;  Se possuir, documento de automóvel/ moto;  Se for casado (a), certidão de casamento e imposto de renda do cônjuge.

Se for empresário (a): Anexar o contrato social da empresa com a última alteração contratual; Anexar os 03 últimos pró-labores;

Deve-se levar em conta que quanto mais e melhores documentos você levar, maiores as probabilidades de o visto ser aprovado.

É isso!

Espero que tenha sido útil!

Anúncios

2 Respostas to “Vistos – Visto Americano”

  1. Miguel 20/05/2010 às 14:59 #

    HAHA, má nunca que vou pros States,

    obrigado pela atenção.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Próxima Parada: Setembro USA « Finestrino - 01/09/2010

    […] os vistos, já sabem né? Está tudo bem aqui no blog, e também aqui ó… e aqui […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s